Crema Protettiva Antiradicali SPF 15

Exclusivo Profissionais de Estética

Um creme perfeito para peles stressadas e intoxicadas. O EGCG e o Resveratrol, e os mais poderosos antioxidantes conhecidos, ajudam a pele a defender-se do stress ambiental, da poluição e da atividade dos radicais livres. O Complexo Vitamínico (ACE) completa o processo revitalizando e fortalecendo a pele.

Quantidade: 50 ml

Informações Complementares

Aplicar uma fina camada de hidratante para completar o tratamento com uma ação fotodérmica protetora.

Aqua (Water), Ethylhexyl stearate, Propylene glycol, Glyceryl stearate, Octocrylene, Cetyl alcohol, Ceteareth-25, Ceteareth-3, Butyl Methoxydinezoyl methane, Bis-Ethylhexyloxyphenol Methoxyphenyl Triazine, Titanium dioxide, Resveratrol, Camellia sinensis (Green Tea) extract, Tocopheryl acetate (Vitamin E), Thioctic acid, Ascorbyl palmitate, (Citrus) Bioflavonoids, Phenoxyethanol, Retinyl palmitate (Vitamin A), Parfum (Fragrance), Imidazolidinyl urea, Disodium EDTA, Alumina, Dimethicone.

Apesar de integralmente sustentada em fontes de referência com reconhecido valor e prestígio nacional e internacional, a informação contida nestas páginas não pode ser considerada como exaustiva ou, apesar de todos os esforços de melhoria contínua, isenta de incorrecções inadvertidas. As plantas e seus derivados utilizados na preparação de cosméticos e suplementos alimentares têm efeitos nutricionais, e podem interagir com medicamentos e outros suplementos. A sua inclusão em produtos para consumo humano obriga à prévia determinação de segurança, porém, essa segurança depende de uma utilização responsável. A Spell One e Biovip não assume qualquer responsabilidade por problemas decorrentes da má utilização da informação disponibilizada. Se precisar de aconselhamento específico, deverá recorrer directamente a um profissional devidamente qualificado.

Principais Ingredientes

O ácido alfa-lipóico (ALA) é um antioxidante produzido pelo organismo e encontrado em todas as células. Os antioxidantes previnem os danos causados pelos radicais livres às células saudáveis e, por isso, o ácido alfa-lipóico ajuda a reduzir o stress oxidativo. À medida que envelhecemos, a produção desse ácido no organismo diminui.

O uso tópico de ácido alfa-lipóico pode ajudar a prevenir o envelhecimento precoce, porque melhora a secura da pele, aumenta a produção de colágeno e evita os danos causados ​​pelos radicais livres produzidos pela exposição à luz solar.

Essas propriedades do ácido alfa-lipóico podem prevenir e retardar a formação de rugas e linhas de expressão associadas ao fotoenvelhecimento, além de cuidar da saúde da pele em geral.

Bibliografia

1. Sherif, Saly et al. The clinical efficacy of cosmeceutical application of liquid crystalline nanostructured dispersions of alpha lipoic acid as anti-wrinkle. European Journal of Pharmaceutics and Biopharmaceutics. Vol.86. 2.ed; 251-259, 2014
2. Bahare, Salehi; Yakup, Berkay Yılmaz et al. Insights on the Use of α-Lipoic Acid for Therapeutic Purposes. Biomolecules. Vol.9. 8.ed; 1-25, 2019
3. Ahmadi, Mahbubeh; Seyed, Ali Keshavarz et al. Effects of alpha lipoic acid supplementation on serum lipid profile in patients with metabolic syndrome: A randomized, double-blind, placebo-controlled clinical trial. ARYA Atherosclerosis. Vol.18. 4.ed; 1-8, 2022

Bioflavonoides (ou flavonoides ou vitamina P) são os responsáveis pelas cores vibrantes de frutas, legumes, sementes e ervas, e contribuem para o seu sabor, adstringência e aroma.

A função dos bioflavonoides nas plantas é atrair insetos polinizadores, combater o stress ambiental e atuar no crescimento do vegetal. Nos seres humanos, têm intensa atividade biológica e capacidade de regular a sinalização entre as células. Várias pesquisas apontam para ações diversas na saúde: antioxidante, anti-inflamatório, antitrombogênico, antidiabético, anticancerígeno, antialérgico, antimicrobiano e neuroprotetor.

Dos seus múltiplos benefícios destacam-se:

  • combatem células cancerosas e inibem a angiogênese (crescimento de vasos sanguíneos que alimentam o tumor);
  • combatem os radicais livres;
    protegem a pele contra a radiação ultravioleta;
  • reduzem o envelhecimento causado pela luz solar;
  • promovem a saúde do cérebro e protegem contra a demência;
  • reduzem a inflamação;
  • ajudam a normalizar a taxa de açúcar no sangue e os níveis de lipídios (colesterol e triglicerídeos);
  • têm ação na prevenção de obesidade, diabetes, esteatose hepática não alcoólica e doença cardíaca associada à dieta desregrada.

Bibliografia:

1. Cell Biology and Toxicology 2000. Bioflavonoids as antiradicals, antioxidants and DNA cleavage protectors.
2. Farage, M.A., Miller, K.W., Elsner, P. and Maibach, H.L. (2008) Intrinsic and Ex-trinsic Factors in Skin Ageing: A Review. International Journal of Cosmetic Science, 30, 87-95.
3. Nakai K., Tsuruta D. What Are Reactive Oxygen Species, Free Radicals, and Oxidative Stress in Skin Diseases? Int. J. Mol. Sci. 2021;22:10799. doi: 10.3390/ijms221910799.
4. Chen J., Liu Y., Zhao Z., Qiu J. Oxidative stress in the skin: Impact and related protection. Int. J. Cosmet. Sci. 2021;43:495–509. doi: 10.1111/ics.12728.

O chá verde é nativo da China e da Índia, sendo extraído das folhas da planta Camellia sinensis.

A planta que dá origem ao chá verde é rica em diferentes componentes como antioxidantes, aminoácidos, cafeína, vitaminas B, E e C e minérios, como cálcio, magnésio, zinco, potássio e ferro.

Além dos benefícios medicinais e à saúde, o chá verde tem aplicações estéticas cada vez mais amplas devido aos benefícios à saúde e aparência da pele.

Os antioxidantes presentes no chá verde desempenham um importante papel no combate ao envelhecimento celular, resultando no rejuvenescimento e prevenção dos sinais.

Essa mesma característica também é responsável por reduzir os danos causados pela radiação solar, minimizando a infiltração dos leucócitos na pele.

Os polifenóis presentes no chá verde inibem a enzima tirosinase que está relacionada à produção de melanina. Dessa forma, um dos benefícios à pele é contribuir no clareamento de manchas e reduzir os impactos negativos da radiação solar.

O chá verde contribui na regulação da produção sebácea, podendo ser um aliado na amenização de cravos e espinhas e desobstrução dos poros que resultam nesses sinais indesejados.

Bibliografia

1. McKay DL, Blumberg JB. “The role of tea in human health: an update.” J Am Coll Nutr. 2002;21(1):1-13.
2. Higdon JV, Frei B. “Tea catechins and polyphenols: health effects, metabolism, and antioxidant functions.” Crit Rev Food Sci Nutr. 2003;43(1):89-143.
3. Elmets CA, Singh D, Tubesing K, et al. “Cutaneous photoprotection from ultraviolet injury by green tea polyphenols.” J Am Acad Dermatol. 2001;44(3):425-32.
4. Chung JH, Han JH, Hwang EJ, et al. “Dual mechanisms of green tea extract (EGCG)-induced cell survival in human epidermal keratinocytes.” FASEB J. 2003;17(13):1913-5.
5. Fujimura Y, Ueda C, Yuan Y, et al. “Comparison of short-term repeated application and long-term dietary supplementation of sunscreen agent, Polypodium leucotomos extract, and green tea extract on the minimal erythema dose.” J Dermatol Sci. 2012;66(1):54-60.
6. Hsu S. “Green tea and the skin.” J Am Acad Dermatol. 2005;52(6):1049-59.

O resveratrol é um fitonutriente encontrado em algumas plantas e frutos e que possui ação antioxidante e anti-inflamatória, podendo ser encontrado no sumo de uva natural, no vinho tinto e no cacau, ou ser obtido através do uso de suplementos.

O resveratrol possui diversos benefícios para a saúde, já que possui poder antioxidante e protege o organismo contra o stress oxidativo, combatendo a inflamação e estimula a proliferação de fibroblastos, contribuindo para o aumento das concentrações de colágeno, melhorando o aspecto e firmeza da pele.

Para entendermos melhor a ação do resveratrol na saúde da pele, é importante falar sobre o estresse oxidativo. Em condições normais, nosso organismo produz oxigénio reativo, que é equilibrado pela produção de enzimas antioxidantes, como a superóxido dismutase e glutationa peroxidase.

Em situações de stress, esse desequilíbrio é rompido, e as espécies reativas de oxigénio sobrecarregam as células e levam a mudanças no comportamento celular. Esse stress oxidativo na pele pode ser desencadeado pela poluição, fumo do cigarro e pela exposição à radiação ultravioleta (UV).

Outra ação do resveratrol está associada ao melasma, condição caracterizada pelo surgimento de manchas escuras na pele, principalmente na região da face. Este polifenol atua tanto na diminuição da produção de melanina quanto na redução da hiperpigmentação causada pela radiação UV. a Proteção contra a luz visível e a luz artificial também reduz o surgimento de manchas na pele.

Bibliografia:
1. Ndiaye, Mary, et al. “O resveratrol antioxidante da uva para doenças de pele: promessa, perspectivas e desafios”. Arquivos de bioquímica e biofísica , vol. 508, n o 2,abril de 2011, p. 164–70. PubMed Central , https://doi.org/10.1016/j.abb.2010.12.030.
2. Ratz-Łyko, Anna, e Jacek Arct. “Resveratrol como ingrediente ativo para aplicações cosméticas e dermatológicas: uma revisão”. Journal of Cosmetic and Laser Therapy: Publicação oficial da European Society for Laser Dermatology , vol. 21, n o 2, 2019, p. 84–90. PubMed , https://doi.org/10.1080/14764172.2018.1469767.

Derivado da vitamina A, o retinol é um nutriente que atua na renovação celular e na síntese de colágeno, o que o torna um poderoso ativo contra o envelhecimento da pele. Também tem efeito antioxidante, reduz a oleosidade e auxilia a amenizar os danos causados pelos raios UV.

É uma vitamina essencial para todos os tipos de pele, especialmente após os 40 anos, quando a renovação cutânea se torna mais lenta. Entre seus benefícios estão:

  • produção de novas fibras de colágeno e elastina;
  • combate à flacidez;
  • redução de rugas e linhas finas de expressão;
  • aparência de pele mais firme e uniforme, reduzindo espinhas e marcas de acne;
  • ação contra o fotoenvelhecimento.

Bibliografia

1. National Institutes of Health. Fact sheet for health professionals: vitamin A and carotenoids. Disponível em <https://ods.od.nih.gov/factsheets/VitaminA-HealthProfessional/>. Acesso em 21 fev 2023
2. Harvard School of Public Health. The nutrition sorce: Vitamin A. Disponível em: <https://www.hsph.harvard.edu/nutritionsource/vitamin-a/>. Acesso em 22 fev 2022
3. Fu PP, Xia Q, Yin JJ, Cherng SH, Yan J, Mei N, Chen T, Boudreau MD, Howard PC, Wamer WG. (2007) Photodecomposition of vitamin A and photobiological implications for the skin. Photochem Photobiol. 83:09-24
4. Heidenheim M, Jemec GBE (1995) Occupational allergic contact dermatitis from Vitamin A acetate. Contact Dermatitis 33:439

Um dos ativos mais utilizados na indústria cosmética, a vitamina C atua como um poderoso antioxidante, neutralizando os radicais livres que causam o envelhecimento da pele. O nutriente não apenas previne e minimiza rugas e linhas finas, como também reduz cicatrizes, aumenta a hidratação natural e estimula a produção de colagénio e elastina, melhorando a firmeza e combatendo a flacidez.

Tem a capacidade de incentivar a renovação celular. A consequência desta ação é a uniformização da textura e da tonalidade da pele, uma vez que o excesso de melanina é eliminado. Ela neutraliza os radicais livres – moléculas que, quando em excesso, atacam as células saudáveis, causando envelhecimento precoce. Atua como um filtro que impede a radiação solar de alcançar a pele. A melanina é a proteína responsável pelo aumento da pigmentação. Uma vez que a Vitamina C inibe a formação da mesma, contribuindo para uma pele com menos manchas.

Bibliografia

1. Farris PK. Cosmetical Vitamins: Vitamin C. In: Draelos ZD, Dover JS, Alam M, editors. Cosmeceuticals. Procedures in Cosmetic Dermatology. 2nd ed. New York: Saunders Elsevier; 2009. pp. 51–6.
2. Burke KE. Interaction of Vit C and E as better Cosmeseuticals. Dermatol Ther. 2007;20:314–9.
3. Geesin J, Darr D, Kaufman R, Murad S, Pinnell S. Ascorbic acid specifically increases type I and type III procollagen messenger RNA levels in human skin fibroblast. The Journal of Investigative Dermatology. 1988;90:420-424
4. Duarte T, Cooke M, Jones G. Gene expression profiling reveals new protective roles for vitamin C in human skin cells. Free Radical Biology & Medicine. 2009;46(1):78-8734.

Com alto poder antioxidante, a vitamina E contribui para aumentar a defesa da pele contra os radicais livres e as agressões externas, como a poluição, a radiação solar, as mudanças bruscas de temperatura, entre outros. Além do efeito fotoprotetor, também atua na hidratação, sendo um ótimo aliado para tratar peles sensíveis e prevenir o envelhecimento precoce.

Promove a integridade da pele e mantém as paredes celulares, aumentando a sua firmeza. Por isso, pode prevenir o envelhecimento precoce e o surgimento de rugas, melhora a cicatrização e algumas condições de pele. Combate o stress oxidativo e os radicais livres, restaurando as propriedades humidificantes naturais da pele diminuindo a perda transdérmica da água.

Bibliografia

1. Pekiner BD. Vitamin E as an antioxidant. J Fac Pharm, Ankara. 2003;32(4):243-267
2. Manela-Azulay M, Bagatin E. Cosmeceuticals vitamins. Clin Dermatol. 2009 Sep;27(5):469-474
3. Thiele JJ, Hsieh SN, Ekanayake-Mudiyanselage S. Vitamin E: critical review of its current use in cosmetic and clinical dermatology. Vol. 31, Dermatologic surgery : official publication for American Society for Dermatologic Surgery [et al.]. 2005
4. Burke K. Interaction of vitamins C and E as better cosmeceuticals. Dermatol Ther. 2007;20(5):314-321
5. Nachbar F, Korting H. The role of vitamin E in normal and damaged skin. J Mol Med. 1995;73(1):7-17

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Crema Protettiva Antiradicali SPF 15”
Carrinho de Compras
Nós sabemos! É uma chatice. Infelizmente este produto não está disponível mas se colocar o seu endereço de email abaixo e carregar no botão nós avisamos quando existir stock!
Scroll to Top