Fast Relief

27,50 

Uma emulsão exclusiva para aplicar depois da exposição solar pois é extremamente suave e de rápida absorção. Graças à sua fórmula específica e à riqueza dos ingredientes ativos, este produto é capaz de normalizar todos os tipos de pele até as mais delicadas. Ajuda a prevenir a vermelhidão e irritações provocadas pela exposição ao sol bem como a repor a água na pele.

Apresentação: frasco com tampa disc top de 200 ml

REF: 1310 COSMO Categorias: ,

Informações Complementares

Aplicar todos os dias em todo o corpo. Aplicar em qualquer tipo de queimaduras, após a depilação a cera, luz pulsada ou laser e pode se aplicar em erupções cutâneas, eczemas e psoríase.

Aqua (Water), Ethylhexyl stearate, Glyceryl stearate, Propylene glycol, Ceteareth-25, Ceteareth-3, Cetyl alcohol, Zinc oxide, Aloe barbadensis (leaf) extract, Tocopheryl acetate (Vitamin E), Dimethicone, Ruscus aculeatus (Box holly root) extract, Parfum (Fragrance), Allantoin, Glycyrrhetinic acid, Carbomer, Potassium Sorbate, Sodium Benzoate, Bisabolol, Retinyl palmitate (Vitamin A), Benzyl benzoate, Hydroxyisohexyl 3-cyclohexene carboxaldehyde, Limonene, Linalool, Butylphenyl methylpropional.

Apesar de integralmente sustentada em fontes de referência com reconhecido valor e prestígio nacional e internacional, a informação contida nestas páginas não pode ser considerada como exaustiva ou, apesar de todos os esforços de melhoria contínua, isenta de incorreções inadvertidas. As plantas e seus derivados utilizados na preparação de cosméticos e suplementos alimentares têm efeitos nutricionais, e podem interagir com medicamentos e outros suplementos. A sua inclusão em produtos para consumo humano obriga à prévia determinação de segurança, porém, essa segurança depende de uma utilização responsável. A Spell One e Biovip não assume qualquer responsabilidade por problemas decorrentes da má utilização da informação disponibilizada. Se precisar de aconselhamento específico, deverá recorrer diretamente a um profissional devidamente qualificado.

Principais Ingredientes

 

 

O Ácido Glicirretínico deriva-se das raízes da planta chinesa licorice Glycerrhiza glabra (alcaçuz). Esse ingrediente pode proteger a pele dos danos celulares causados pela radiação UV e auxiliar no mecanismo de reparo do DNA da própria pele. Tem propriedades antioxidantes, antimicrobianas e anti-inflamatórias.

 

Bibliografia

1. Teelucksingh S., Mackie A.D.R., Burt D., Mc Intyre M.A., Brett L. and
Edwards C.R.W. The Lancet. Potentiation of hydrocortisone activity in skin by glycyrrhetinic acid. 1990, 1060-1063.
2. Martini MC et Seiller M. 3ème édition. Actifs et additifs en cosmétologie p 633-634. 2006
3. Akasaka Y, Yoshida T, Tsukahara M, Hatta A, Inoue H. Eur J Pharmacol 670, n° 1 (2011): Glycyrrhetinic acid prevents cutaneous scratching behavior in mice elicited by substance P or PAR-2 agonist. 175-9.
4. Saeedi M, Morteza-Semnani K, Ghoreishi MR. J Dermatolog Treat. The treatment of atopic dermatitis with licorice gel. 2003 Sep;14(3):153

A alantoína é uma molécula natural que foi descoberta no extrato de uma planta chama Confrei e é nativa dos climas temperados da Ásia e da Europa, o seu uso medicinal data do século 16, quando extratos contendo alantoína eram usados para tratar feridas, inchaços na pele e queimaduras.

Tem imensas propriedades onde se destacam a regeneração, já que estimula a renovação celular, por ser calmante ajuda a regular o processo inflamatório e mantém uma boa hidratação da pele permitindo que melhore a capacidade de reter a água.

Também é conhecida pela sua ação queratolítica porque ajuda a eliminar as células mortas devolvendo brilho e suavidade o que torna a pele mais macia e flexível.

Bibliografia

1. Sheker KM, Black HJ, Lach JL Silver allantoinate for the topical treatment of burns. Am J Hosp Pharm. 1972;29:852-855.
2. Akema Fine Chemicals. Allantoin: a safe and effective skin protectant; 2006.
3. Kawase J., Ueno H., Tsuji K. Determination of allantoin and chlorohydroxy-aluminum allantoinate in cosmetic and pharmaceutical products by high-performance liquid chromotography . J Chromatog. 1982;253:237-242.
4. Sznitowska M., Janicki S. The effect of vehicle on allantoin penetration into human skin from an ointment for improving scar elasticity . Pharmazie. 1988;43:H3.

A Aloé Vera (Aloe barbadensis) é uma planta suculenta conhecida pelas suas propriedades medicinais e aplicações terapêuticas, e cuja análise química revela mais de 200 substâncias biologicamente ativas. Com um elevado conteúdo em água (>99%), contém ainda vitaminas hidro e lipossolúveis (A, B, C, E), minerais (Na, K, Ca, Mg, P, Fe, Cu, Zn, Al, Mn), enzimas, aminoácidos (essenciais), proteínas, lípidos, compostos fenólicos, orgânicos e inorgânicos e polissacarídeos (maioritariamente glucomananos) aos quais são atribuídos muitos dos seus benefícios.

Apresenta propriedades cicatrizantes e reparadoras da pele, antioxidantes, imunomoduladoras, anti-inflamatórias, antimicrobianas, antidiabéticas e hipoglicemiantes, hipolipidémicas, antialérgicas, antitumorais, antirretrovirais, antiartríticas e antireumatóides, hepatoprotetoras e gastroprotetoras, contribui para a manutenção da saúde oral e do sistema imunitário, sendo também muito utilizada no tratamento da obstipação e outros distúrbios gastrointestinais.

Os seus subprodutos, que incluem o latex ou o sumo, são usados pelo seu efeito laxante devido ao seu conteúdo em glicosídeos C, barbaloína e isobarbaloína.

O gel, proveniente da polpa, é utilizado topicamente para auxiliar em variadas afeções da pele, tal como na cicatrização de feridas, queimaduras, irritações/eczema e inflamação. Para além disso, o consumo do gel tem ainda um efeito profilático e regenerador de lesões gastrointestinais como úlceras, e no cólon irritável, sendo que a sua ação anti-inflamatória poderá ter efeito terapêutico relevante em doença intestinal inflamatória. Os seus polissacarídeos demonstraram ativar macrófagos, adjuvar a produção de anticorpos e aumentar a libertação de citocinas, notando-se uma restauração da resposta imune celular com o consumo do gel de Aloé, sugerindo um efeito imunoprotetor. 

A folha inteira, ou seja, o extrato da folha que combina ambos os componentes do Aloé – o gel e o latex, é ainda usado pelas suas propriedades terapêuticas no tratamento de diversas doenças, sendo que, recentemente, tem vindo a ser estudado no tratamento do cancro, SIDA e diabetes mellitus.

Bibliografia

1. WebMD: Aloe barbadensis [Internet]. Available from: http://www.webmd.com/vitamins-supplements/ingredientmono-607-aloe.aspx?
activeIngredientId=607&activeIngredientName=aloe&source=1.
2. Aloe – University of Maryland Medical Centre [Internet]. Available from: http://umm.edu/health/medical/altmed/herb/aloe.
3. Presser KA, Ratkowsky DA, Ross T. Modelling the Growth Rate of Escherichia coli as a Function of pH and Lactic Acid Concentration. Applied and Environmental Microbiology. 1997; Vol. 63, No. 6, p. 2355–2360.
4. WebMD – Papaya [Internet]. Available from: https://www.webmd.com/vitamins/ai/ingredientmono-488/papaya.
5. WebMD – Papain [Internet]. Available from: https://www.webmd.com/vitamins/ai/ingredientmono-69/papain.
6. Cunha AP, Teixeira F, Silva AP, Roque OR. Plantas na Terapêutica – farmacologia e ensaios clínicos; 2nd ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian. 2010; p.253.
7. Steenkamp V, Stewart MJ. Medicinal applications and toxicological activities of Aloe products. Pharm Biol. 2007.
8. Rahmani AH, Aldebasi YH, Srikar S, et al. Aloe vera : Potential candidate in health management via modulation of biological activities. Pharmacognosy Reviews. 2015.
9. Foster M, Hunter D, Samman S. Evaluation of the nutritional and metabolic effects of Aloe vera. In: Herbal Medicine: Biomolecular and Clinical Aspects: Second Edition. 2011.
10. Cunha AP, Silva AP, Roque OR. Plantas e Produtos vegetais em Fitoterapia – Papaia; 4th ed. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian. 2012; p.516.
11. Talbott SM, Hughes K. Suplementos Dietéticos para Profissionais de Saúde. Rio de Janeiro: Editora Guanabara Koogan. 2008; p.253-256.
12. Radha MH, Laxmipriya NP. Evaluation of biological properties and clinical effectiveness of Aloe vera: A systematic review. Journal of Traditional and Complementary Medicine. 2015.
13. Boudreau MD, Beland FA. An evaluation of the biological and toxicological properties of Aloe barbadensis (Miller), Aloe vera. Journal of Environmental Science and Health – Part C Environmental Carcinogenesis and Ecotoxicology Reviews. 2006.

Tem propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, ele é um excelente ingrediente para melhorar a aparência de vermelhidão e outros sinais de pele sensível.

O betaglucano possui propriedades incríveis para a pele, pois é um poderoso agente de renovação de células da pele e tem como principal objetivo recrutar as células que ajudam a curar a pele.

Tem como principais benefícios:

  • eficaz no tratamento da pele comprometida e danificada pelos raios solares UVA e UVB;
  • possui ação humectante que bloqueia a humidade para ajudar a suavizar linhas finas e rugas;
  • proporciona a máxima hidratação para a pele e bloqueia a umidade da barreira cutânea;
  • é uma fonte de fibra solúvel, e pesquisas sugerem que pode melhorar as condições da pele, como eczema, escaras, feridas e queimaduras;
  • auxilia na prevenção da acne;
  • incentiva o reparo, a hidratação e aumenta sua imunidade interior e barreira externa;
  • auxilia na produção de elastina, retardando o envelhecimento da pele.

Bibliografia:

1. Qu, Ming, et al. “β-Glucans: Relationships between modification, conformation and functional activities.” Molecules 18.2 (2013): 1565-1600.
2. Kanagasabai, Ragu, and Yan Zhang. “Beneficial effects of polysaccharides on gut microbiota and immune response: A novel alternative for gut microbiota modulation.” Carbohydrate Polymers 227 (2020): 115360.
3. Park, Kyungho, et al. “A randomised, double-blind, placebo-controlled trial of a β-glucan-enriched functional food in the prevention of chemotherapy-induced mucositis and neutropenia.” Journal of Supportive Oncology 10.5 (2012): 241-249.
4. Kim, Sun Young, and Hyeok Jin Ko. “Extraction of β-glucan from Saccharomyces cerevisiae: Comparison of different extraction methods and in vivo assessment of immunomodulatory effect.” Biological and Pharmaceutical Bulletin 27.6 (2004): 931-935.
5. Surinchak, John, Blythe Alpert, and Svetlana W. Digel. “Antioxidant activity and sun protection factor of selected fragrances.” International Journal of Cosmetic Science 23.1 (2001): 1-10.

É um álcool sesquiterpêniconatural, extraído originalmente de um óleo essencial da camomila.

O bisabolol é um ingrediente muito famoso pelas suas propriedades calmantes e benéfico para peles sensíveis e irritadas. Inibe as citoquinas pró-inflamatórias, moléculas associadas a inflamações. Com isso, ele reduz irritações e acalma a pele.

Para acalmar a pele, o bisabolol inibe a ação das moléculas diretamente associadas à irritação, as citoquinas pró-inflamatórias. Por conta disso, ele também é um ingrediente tolerado por peles alérgicas, com lesões brandas e mais sensibilizadas.

Outra grande vantagem do ativo é o combate aos radicais livres. Como é um anti-inflamatório natural, o bisabolol também se torna um poderoso antioxidante, contribuindo para a prevenção do envelhecimento precoce.

Bibliografia:

1. Maurya, A K., Singh, M., Dubey, V., Srivastava, S. Luqman, S., & Bawankule, D. U. (2014). α-(-)-bisabolol reduces pro-inflammatory cytokine production and ameliorates skin inflammation. Current Pharmaceutical Biotechnology, 15(2):173-181.
2. Miraj, S., & Alesaeidi, S. (2016). A systematic review study of therapeutic effects of Matricaria recuitta chamomile (chamomile). Electron Physician, 8(9), 3024-3031.

Derivado da vitamina A, o retinol é um nutriente que atua na renovação celular e na síntese de colágeno, o que o torna um poderoso ativo contra o envelhecimento da pele. Também tem efeito antioxidante, reduz a oleosidade e auxilia a amenizar os danos causados pelos raios UV.

É uma vitamina essencial para todos os tipos de pele, especialmente após os 40 anos, quando a renovação cutânea se torna mais lenta. Entre seus benefícios estão:

  • produção de novas fibras de colágeno e elastina;
  • combate à flacidez;
    redução de rugas e linhas finas de expressão;
  • aparência de pele mais firme e uniforme, reduzindo espinhas e marcas de acne;
  • ação contra o fotoenvelhecimento.

Bibliografia

1. National Institutes of Health. Fact sheet for health professionals: vitamin A and carotenoids. Disponível em <https://ods.od.nih.gov/factsheets/VitaminA-HealthProfessional/>. Acesso em 21 fev 2023
2. Harvard School of Public Health. The nutrition sorce: Vitamin A. Disponível em: <https://www.hsph.harvard.edu/nutritionsource/vitamin-a/>. Acesso em 22 fev 2022
3. Fu PP, Xia Q, Yin JJ, Cherng SH, Yan J, Mei N, Chen T, Boudreau MD, Howard PC, Wamer WG. (2007) Photodecomposition of vitamin A and photobiological implications for the skin. Photochem Photobiol. 83:09-24
4. Heidenheim M, Jemec GBE (1995) Occupational allergic contact dermatitis from Vitamin A acetate. Contact Dermatitis 33:439

Com alto poder antioxidante, a vitamina E contribui para aumentar a defesa da pele contra os radicais livres e as agressões externas, como a poluição, a radiação solar, as mudanças bruscas de temperatura, entre outros. Além do efeito fotoprotetor, também atua na hidratação, sendo um ótimo aliado para tratar peles sensíveis e prevenir o envelhecimento precoce.

Promove a integridade da pele e mantém as paredes celulares, aumentando a sua firmeza. Por isso, pode prevenir o envelhecimento precoce e o surgimento de rugas, melhora a cicatrização e algumas condições de pele. Combate o stress oxidativo e os radicais livres, restaurando as propriedades humidificantes naturais da pele diminuindo a perda transdérmica da água.

Bibliografia

1. Pekiner BD. Vitamin E as an antioxidant. J Fac Pharm, Ankara. 2003;32(4):243-267
2. Manela-Azulay M, Bagatin E. Cosmeceuticals vitamins. Clin Dermatol. 2009 Sep;27(5):469-474
3. Thiele JJ, Hsieh SN, Ekanayake-Mudiyanselage S. Vitamin E: critical review of its current use in cosmetic and clinical dermatology. Vol. 31, Dermatologic surgery : official publication for American Society for Dermatologic Surgery [et al.]. 2005
4. Burke K. Interaction of vitamins C and E as better cosmeceuticals. Dermatol Ther. 2007;20(5):314-321
5. Nachbar F, Korting H. The role of vitamin E in normal and damaged skin. J Mol Med. 1995;73(1):7-17

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Fast Relief”
Carrinho de Compras
Nós sabemos! É uma chatice. Infelizmente este produto não está disponível mas se colocar o seu endereço de email abaixo e carregar no botão nós avisamos quando existir stock!
Fast Relief
27,50 
Scroll to Top