Hidratante Ligeiro

31,00 

A hidratação diária essencial das peles normais a mistas!

De textura fluida e uma aroma fresco, com Aquaxyl™ e extractos de Algas Marinhas, ricos em activos antioxidantes, ajuda a pele do rosto a manter-se hidratada e protegida. De absorção fácil e sem colar, permite a normalização do conteúdo hídrico da pele e o aumento da suavidade cutânea. Pode ser usado como creme diário e está indicado para aplicação em qualquer idade, em peles normais a mistas e desidratadas.

Apresentação: embalagem airless de 50 ml.

REF: F301027 Categoria:

Informações Complementares

Aplicar de manhã e à noite na pele do rosto e pescoço previamente limpas e tonificadas. Evitar aplicação na zona ocular.

Aqua (Water), Undecane, Glycerin, Tridecane, Xylitylglucoside, Anhhydroxylitol, Polyacrylate Crosspolymer-6, Nylon-6/12, C14-22 Alcohols, Xylitol, Peg-100 Stearate, Glyceryl Stearate, Pentylene Glycol, Caprylyl Glycol, Parfum (Fragrance), Glucose, Ascorbyl Methylsilanol pectinate, Propanediol, Tocopherol, Alcohol, Methyl Propanediol, Cichorium Intybus (Chicory) Root Extract, Iris Florentina Root Extract, Hydrolyzed Algin, Helianthus Annuus (Sunflower) Seed Oil, Maris Aqua (Sea Water), Zinc Sulfate, Retinyl Palmitate, Chlorella Vulgaris Extract, 1,2 Hexanediol.

Apesar de integralmente sustentada em fontes de referência com reconhecido valor e prestígio nacional e internacional, a informação contida nestas páginas não pode ser considerada como exaustiva ou, apesar de todos os esforços de melhoria contínua, isenta de incorrecções inadvertidas. As plantas e seus derivados utilizados na preparação de cosméticos e suplementos alimentares têm efeitos nutricionais, e podem interagir com medicamentos e outros suplementos. A sua inclusão em produtos para consumo humano obriga à prévia determinação de segurança, porém, essa segurança depende de uma utilização responsável. A Spell One e Biovip não assume qualquer responsabilidade por problemas decorrentes da má utilização da informação disponibilizada. Se precisar de aconselhamento específico, deverá recorrer diretamente a um profissional devidamente qualificado.

Principais Ingredientes

Trata-se de um ingrediente natural proveniente dos açúcares de algumas plantas (Glucose do trigo e xilitol da madeira). Este activo permite não só capturar água do meio ambiente mas também estimular a pele a sintetizar ceramidas e glucosaminoglicanos promovendo simultaneamente uma reestruturação da derme e epiderme e harmonizando o fluxo de água entre as diversas camadas da pele. 

Chlorella é uma alga particularmente popular na Ásia, especialmente no Japão, cuja produção com intuitos comerciais se iniciou em 1950. Originalmente, o interesse comercial por esta alga deveu-se, sobretudo, à sua densidade nutricional, já que a Chlorella é rica em micronutrientes importantes, como o ácido fólico, vitamina b12, ferro e carotenóides (ex.: luteína e betacaroteno, zeastaxantina). Os subprodutos e derivados desta alga sofrem variações de composição nutricional mediante a época, o clima, a disponibilidade de água, entre outros fatores, mas a Chlorella é atualmente comercializada com múltiplos propósitos e sob a forma de pó, comprimido, cápsula ou mesmo em formulações líquidas.

O extrato de clorela protege o colagénio e a elastina da acção degradativa das metaloproteinases da matriz, muito devido à sua riqueza em esteróis, e essas propriedades ajudam a preservar a textura e a elasticidade da pele. A síntese de colagénio também é estimulada, evitando os efeitos do envelhecimento e facilitando a reconstituição do tecido dérmico danificado.

Mais recendente, as investigações científicas desenvolvidas em torno desta alga, despertaram o interesse para as suas propriedades antioxidantes e para o impacto positivo sobre a saúde, associado à sua ingestão diária, especialmente no que diz respeito à redução da exposição às toxinas e metais pesados. As toxinas, sendo elementos lipossolúveis, isto é, que se dissolvem na gordura, sofrem bioacumulação na cadeia alimentar e entram no organismo humano através da alimentação, acumulando-se nas reservas de massa gorda. Alimentos como peixe, marisco, carne, ovos, leite e outros derivados lácteos são as principais fontes de dioxinas. As dioxinas acumuladas no organismo são segregadas através da bílis, para o intestino, participando no processo digestivo, mas ao invés de serem eliminadas, são frequentemente reabsorvidas através das células da mucosa intestinal. Como se acumulam principalmente em tecidos onde há acumulação de gordura, também se acumulam no tecido mamário e no leite humano, podendo contaminar e afetar os recém-nascidos. Mulheres grávidas e em fase de amamentação transferem, portanto, dioxinas para os seus bebés através da placenta ou do leite materno (exposição pré-natal e/ou pós-natal). Sobretudo durante a fase precoce de gestação e de desenvolvimento embrionário, a organogénese, a exposição a toxinas pode ter repercussões genéticas relevantes, na medida em que é uma fase sensível do desenvolvimento humano. Estas toxinas, quando presentes em níveis consideráveis na corrente sanguínea, afetam e podem ser detetadas em vários tecidos vitais, como os pulmões, os rins, o baço, o pâncreas, e ainda na gordura mesentérica e subcutânea. Na fase pré-natal a exposição a estas dioxinas pode afetar o funcionamento do eixo hipotálamo-pituitário-adrenal, o desenvolvimento das capacidades cognitivas e motoras, podendo também afetar o funcionamento da tiroide e respetivas hormonas tiroideias, favorecendo o desenvolvimento de hipotiroidismo congénito. Existem ainda evidências que a exposição a estas dioxinas, mesmo em baixas doses, parece estar relacionada com uma redução permanente na qualidade do esperma, podendo vir a refletir-se na capacidade reprodutiva da população. Estudos científicos demonstram que a ingestão de clorofila, extraída de algas Chlorella, promove a excreção fecal e a redução dos níveis de toxinas do organismo. Desta forma, o consumo de Chlorella parece contribuir para a redução da absorção gastrointestinal de toxinas, mais especificamente as dioxinas, para além de diminuir a sua reabsorção intestinal e fomentar a sua excreção através das fezes. A ingestão de Chlorella demonstra, portanto, um impacto favorável na diminuição dos níveis de toxinas no organismo.

Chlorella conjuga, na sua estrutura celular, três fatores-chave que exercem prevenção absortiva, inibição da recirculação portal e, ainda, favorecem e aceleram a excreção fecal de dioxinas obtidas através da exposição alimentar: teor de clorofila, conteúdo em fibra dietética e o seu complexo lipídico. A clorofila, extraída da Chlorella, forma um complexo com os congéneres de dioxinas, inibindo a sua passagem e absorção ao nível do trato intestinal. A sua riqueza em fibra alimentar parece exercer um papel benéfico, na medida em que se liga e aprisiona as dioxinas na sua estrutura, impedindo a sua absorção e promovendo a sua excreção através das fezes. As paredes celulares da Chlorella parecem ser os locais de ligação para os metais pesados, impedindo que estes sejam absorvidos pelo organismo e que entrem para a corrente sanguínea. O 3º fator que parece favorecer a ação benéfica associada a esta alga é o complexo lipídico presente neste extrato, que favorece a síntese hepática de ácidos biliares, a partir das fontes endógenas de moléculas de colesterol. Desta forma, desfavorece a reabsorção de ácidos biliares no trato intestinal, prevenindo a reabsorção de dioxinas e promovendo a sua excreção nas fezes. Também no caso do cádmio e do chumbo (Cd e Pb), a Chlorella parece desempenhar um papel protetor e que atenua a toxicidade causada no fígado, rins e cérebro, de acordo com os ensaios in vivo.

Bibliografia

1. Mason R. Chlorella and spirulina: green supplements for balancing the body. Altern Complement Ther. 2001;7(3):161-165.
2. Silva J, Alves C, et al. Chlorella. In: Nonvitamin and Nonmineral Nutritional Supplements. ; 2018.
3. Nagayama J, Maruyama I, et al. Effects of Chlorella supplementation on decreasing concentrations of dioxins in the blood of pregnant Japanese women. Clin Mother Child Heal. 2015;12(2):1-6.
4. Sears ME. Chelation: harnessing and enhancing heavy metal detoxification – a review. Sci World J. 2013.
5. Yun HJ, Kim I, et al. Protective effect of Chlorella vulgaris against lead-induced oxidative stress in rat brains. J Heal Sci. 2011;57(3):245-254.

A chicória é uma planta, da espécie Cichorium intybus, rica em inulina, um tipo de fibra solúvel, que ajuda a combater a prisão de ventre e manter a flora intestinal saudável.

Esse vegetal também é rico em vitaminas e minerais, possuindo benefícios medicinais, podendo ser usado para o tratamento de dor muscular, má digestão, além de prevenir doenças cardiovasculares e fortalecer o sistema imunológico.

Por ser rica em vitaminas e minerais, a chicória ajuda a melhorar a aparência da pele e dos cabelos.

Além disso, por ter ação antioxidantes, a chicória ajuda a combater os danos dos radicais livres nas células da pele, o que também ajuda a melhorar sua aparência.

Bibliografia

1. Pouille, C. L.; et al. Chicory: Understanding the Effects and Effectors of This Functional Food.. Nutrients. 14. 5; 957, 2022.
2. Guess, N. D.; et al. A randomized controlled trial: the effect of inulin on weight management and ectopic fat in subjects with prediabetes. Nutr Metab (Lond). 12. 36, 2015.
3. Perovic, J.; et al. Chicory (Cichorium intybus L.) as a food ingredient – Nutritional composition, bioactivity, safety, and health claims: A review. Food Chem. 336. 127676, 2021.
4. Micka, A.; et al. Effect of consumption of chicory inulin on bowel function in healthy subjects with constipation: a randomized, double-blind, placebo-controlled trial. Int J Food Sci Nutr. 68. 1; 82-89, 2017
5. Moura, M. F. Segredos e virtudes das plantas que curam. 1.ed. Lisboa: Seleções, 2011. 76.
6. Curtis, S.; et al. O livro de receitas das ervas medicinais. São Paulo: Dorling Kindersley, 2011. 42.

Íris florentina é uma planta da família Iridaceae , e o extrato hidroglicólico dessa planta forma o Íris Iso. O Íris Iso contém isoflavonas fitoestrogênicas que reforçam a barreira cutânea, assegurando a hidratação e diminuindo a profundidade das rugas.

Dessa forma, Iris Iso é indicado para combater o processo natural de envelhecimento cutâneo em mulheres menopausada, pois compensa as perdas da atividade hormonal endógena através do aumento da tonicidade cutânea.

O girasool possui uma gordura saudável rica em vitamina E, uma vitamina com potente ação antioxidante e cicatrizante, fortalecendo o sistema imunológico, prevenindo o envelhecimento precoce e ajudando na a cicatrização de feridas.

Além disso, também contém ómega 3, ómega 6 e ómega 9, que são gorduras saudáveis com ação anti-inflamatória e antioxidante, que ajudam a diminuir o colesterol “mau”, o LDL, evitando doenças como aterosclerose e derrame.

Por ser rico em vitamina E, que é uma vitamina com potente ação anti-inflamatória, ajuda no tratamento e na cicatrização de feridas como queimaduras de 1ª e 2ª grau, e úlceras por pressão, por exemplo.

Por ser um potente antioxidante, protege as células da pele contra os danos causados pelo excesso de radicais livres, prevenindo a formação de rugas, a flacidez e o envelhecimento precoce.

Pode ser aplicado puro ou adicionado a cremes, pomadas e loções, para hidratar e melhorar a elasticidade e a maciez dos cabelos e da pele do corpo e do rosto.

Estes benefícios devem-se à presença de vitamina E e ómega 6 nque são nutrientes que ajudam a manter a barreira natural da pele e dos cabelos, evitando a perda de água e mantendo-os hidratados.

Bibliografia

1. Lania, G, Bruno et al. Topical essential fatty acid oil on wounds: Local and systemic effects. PLOS One. 1-15, 2019
2. Franco, Rosa et al. Sunflower Oil Functional Properties for Specialty Food. Nutrition and Food Science. Vol.5. 4.ed; 1-4, 2018
3. National Institutes of Health. Vitamin E fact sheet for health professionals. Disponível em: <https://ods.od.nih.gov/factsheets/VitaminE-HealthProfessional/>. Acesso em 20 jan 2023
4. United States Department of Agriculture. Food Data Central. Disponível em: <https://fdc.nal.usda.gov/ndb/search/list>. Acesso em 20 jan 2023
5. Torres, B, Sabrina et al. Óleo de girassol (Helianthus annus L.) Como cicatrizante de feridas em idosos diabéticos. Brazilian Journal of Health Review. Vol.4. 2.ed; 4692-4703, 2021
6. Silva, P, Henrique. Óleos e gorduras: Características sensoriais, físico-químicas e seu papel na técnica dietética. Tese de conclusão de curso, 2018. Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

A água do mar possui diversas propriedades que a tornam benéficas para a saúde, principalmente no que diz respeito à melhoria da aparência da pele, tratamento de doenças inflamatórias, diminuição do stress e aumento da sensação de bem estar.

Esses benefícios são possíveis devido ao fato da água do mar ser rica em minerais, como magnésio, cálcio, potássio, crômio, selênio, zinco e vanádio, que também possuem papéis importantes no corpo humanos. Além disso, os benefícios da água do mar estão relacionados com o fato de que as células do corpo estão mergulhadas em um líquido que possui composição muito parecida com a da água do mar e que favorece as atividades celulares relacionadas com o metabolismo.

Dessa forma, a água do mar tem uma grande compatibilidade com estes fluídos, tendo inúmeros benefícios para a saúde, já que o ser humano precisa de todos os minerais que estão presentes na água do mar.

Minerais como o sódio, potássio, iodo, zinco, silício e magnésio, são muito importantes para a regeneração celular e a hidratação da pele e ajudam a reduzir a perda de água pela pele. Além disso, a água do mar tem também uma ação desinfetante e antisséptica, sendo por isso muito eficaz no alívio dos sintomas da psoríase e do eczema, e na melhoria da acne.

A água do mar funciona também como um esfoliante natural, devido à presença de sal e as algas presentes no mar, ricas em proteínas, vitaminas e minerais, contribuem também uma pele saudável.

Bibliografia

1. Mitchell, Richard. Is physical activity in natural environments better for mental health than physical activity in other environments?. Social Science & Medicine. Vol 91. 130-134, 2013
2. Nani, Samihah Z. M. et al. Potential Health Benefits of Deep Sea Water: A Review. Evidence-Based Complementary and Alternative Medicine. 2016
3. Hodak, Emmilia et al. Climatotherapy at the Dead Sea is a remittive therapy for psoriasis: combined effects on epidermal and immunologic activation. Journal of the American Academy of Dermatology. Vol 49. 3 ed; 451–457, 2003

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Seja o primeiro a avaliar “Hidratante Ligeiro”
Carrinho de Compras
Nós sabemos! É uma chatice. Infelizmente este produto não está disponível mas se colocar o seu endereço de email abaixo e carregar no botão nós avisamos quando existir stock!
Hidratante Ligeiro
31,00 
Scroll to Top